Category: Entrevista

Gisele Bündchen confessa: ‘Ganho bem, mas não é tudo isso que falam’

Gisele Bündchen confessa: ‘Ganho bem, mas não é tudo isso que falam’

Esta entrevista foi concedida à Contigo! em outubro 2016, pouco antes de Gisele brilhar no desfile da Colcci. Leia:

Há quase 20 anos atrás, Gisele saiu de Horizontina para ganhar o mundo. “Tenho o mesmo dia a dia de qualquer mulher”, diz.

Sorrindo, abraçados, trocando beijinhos de tempos em tempos, Gisele Bündchen, 33 anos, e Tom Brady, 36, recebiam um grupo de amigos na sala de videoconferência do Hotel Emiliano, nos Jardins, em São Paulo. Era tarde da quarta-feira (2) e faltavam três horas para o casal estrelar o desfile da Colcci, um dos mais aguardados da São Paulo Fashion Week. Coube à modelo os holofotes na passarela, ao jogador de futebol americano as atenções na plateia, e à dona Vânia, 65, mãe de Gisele, curtir Benjamin, 4, Vivian, 1, filhos deles que ficaram no hotel durante o espetáculo. “Viemos passar alguns dias a trabalho, mas o clima é de uma festa de família! Ficamos todos em três quartos, um ao lado do outro, com as portas abertas, meus filhos e sobrinhos brincando no corredor. Uma delícia!”, disse Gisele, descalça, com as pernas cruzadas sobre o sofá do hotel, exibindo sua lindeza despojada em um macacão solto, poucas camadas de rímel e um batom cor de boca.

Com uma fala rápida e forte sotaque gaúcho, ela abordou as delícias da vida em família, o susto de um incêndio que acometeu dias atrás seu apartamento em Boston, nos Estados Unidos, além da conquista de suas verdadeiras riquezas. Tudo isso numa conversa regada a água de coco.

Como é vir ao Brasil a trabalho?
Agarro qualquer oportunidade para voltar a meu país. Não há lugar no mundo em que me sinta melhor do que no Brasil. É a minha terra, onde cresci e sinto uma energia diferente em todos os sentidos. Moro nos Estados Unidos há muitos anos. Gosto de lá, mas é muito diferente da forma com que fui criada e dos meus costumes. Não sei explicar, mas, quando chego aqui, é um alívio, consigo relaxar mais. Por mais que eu goste de lá e viva lá, o Brasil é a minha casa.

E por que não volta? Há planos?
Sou casada com um americano e não é uma decisão que eu possa tomar sozinha. Em nenhum relacionamento a gente chega e impõe algo. Conheci o Tom nos Estados Unidos, ele trabalha lá. Graças a Deus, minha profissão me dá oportunidade de viajar, de voltar ao Brasil e trabalhar em lugares distintos. Aliás, completo 20 anos de carreira em janeiro. Nesse mês, aos 14 anos, deixei minha cidade (Horizontina/RS) para morar em São Paulo e começar a trabalhar como modelo. Vou comemorar muito! Mas ainda não posso dizer como, porque está em definição.

Quando começou a carreira, aos 14 anos, sonhava em se tornar uma das modelos mais influentes do mundo?
Nunca imaginei tantas conquistas. O meu objetivo sempre foi e continua sendo dar o meu melhor.

Qual considera sua maior conquista?
Não tem só uma… Saí de Horizontina nova e tinha uma visão assim (coloca as mãos ao lado do rosto, tirando a sua visão periférica). Trabalhar ampliou minha realidade, de como o ser humano evolui… Viajei o mundo inteiro, conheci pessoas diferentes… Imagine: não acabei nem o 2º Grau e hoje falo cinco línguas! Por isso, sou grata a todas as oportunidades que tive, aos desafios que consegui superar.
Continue reading

Jornalista pergunta a Gisele qual a chave de seu sucesso e recebe resposta arrasadora

Jornalista pergunta a Gisele qual a chave de seu sucesso e recebe resposta arrasadora

Ela encantou o Brasil e o mundo com seu “desfile” no Maracanã, durante a cerimônia de abertura da Olimpíada. Inclusive, naquela ocasião parece ter acertado, mesmo errando, não é mesmo? E, ainda por cima, é dona de personalidade única.

Gisele Bündchen, de fato, merece ser estudada. Prova disso é a resposta que a gaúcha deu em uma recente entrevista à emissora americana “CBS”.

Ao ser questionada se seu sucesso seria decorrente de sua “aparência”, Gisele sequer deixa o entrevistador encerrar sua pergunta. Logo em seguida a modelo atribui a sua personalidade a responsabilidade por ser o ícone que é.

Em outro trecho da conversa, Gisele exemplifica como se dedica 100% a exatamente tudo o que se propõe a fazer: “Se vou limpar meu apartamento, você depois poderá comer no chão”. Confira:

Fonte: Extra